Spiga

Preocupados

Preocupado I - Pelé

Pelé não foi à cerimônia de nomeação do Brasil como sede da Copa. Estava em Colônia, na Alemanha, ganhando uma graninha num empreendimento de pisos sintéticos. A foto, tirada no evento, mostra todo o seu estresse..

Preocupado II - Marquinhos Mossoró

Matematicamente rebaixado e lanterna, Marquinhos Mossoró, do America-RN mandou essa, sobre o jogo de hoje contra o São Paulo:
_ Quem imaginaria que estaríamos na final do Brasileirão?

Sites interessantes: Jogos Perdidos

O Site Jogos Perdidos tem um quê de Folclore da Bola. Fala de jogos da série C, da segunda mineira. Colaboradores que exploram o lado exótico do futebol, surreal, trash. Conseguem autorização pra entrar no gramado e baterem fotos do Santarritense e Tupynambás, por exemplo. Vale a visita...

http://jogosperdidos.zip.net/


Força x Oeste Paulista pela segunda divisão do Paulistão

Causos da Bola

Se o Folclore da Bola tivesse uma seleção catarinense, o comentarista seria o Roberto Alves. Abaixo alguns causos da sua coluna de domingo do jornal DC...

I - Nível


Hospedados num dos melhores hotéis de Londres, cinco estrelas, e em meio ao chá das 17h, nobre, elegante e com a sociedade de Londres presente, entra o jogador Sabará e grita:
- Ô meu, pode me arranjar um copo de water?
O pânico estabeleceu-se imediatamente, com derrubadas de xícaras e bules, enquanto as inglesas gritavam como se estivesses diante de um demônio.
No mesmo dia, sem perder tempo, Flávio Costa levou o time para um hotel duas estrelas.
Sábia decisão!

II - Com dois enes

Oduvaldo Cozzi foi um narrador esportivo acima da média. Português correto, nobre, inteligente e brilhante nas suas narrações. Falava de Viña del Mar, no Chile.
- Bela e acolhedora cidade, cheia de flores e alegria, situada nas fraldas da Cordilheira dos Andes...
Mário Vianna, com dois enes, ao lado, não agüentou:
- Eu, cada vez entendo menos o português dessa gente...

III - Sacada

O prefeito de Montevidéu mostrava a cidade à delegação do Avaí, do alto de um morro, todo prosa e orgulhoso de sua terra natal.
- Esta cidade - dizia orgulhoso - é uma das mais velhas do Uruguai.
Concordando, o goleiro Rubão interrompeu:
- Tá se vendo. E o senhor não a reforma por quê? Falta de tutú?
Um espetáculo!

Grandes entrevistas

Um pouco mais do nosso eterno Dadá Maravilha, sem dúvida o comentarista da Seleção do Folclore da Bola...

Seleção Folclore da Bola

Todo o grande time começa com um grande técnico. A Seleção do Folclore da Bola não podia ser diferente. Para comandar o escrete nada mais nada menos do que Vanderlei Luxemburgo. Ou Wanderley, de acordo com o seu nome artístico.
Enrolou-se com em um escândalo envolvendo malas de dinheiro. Foi acusado por uma manicure de assédio sexual. Xingou um repórter da globo ao vivo. Chamou o Marcelinho Carioca de moleque e safado. Abaixo mais uma singeleza para o então bandeira Godoy...

Onde Anda: Ana Paula

Pois é, nada de notícias da nossa bandeirinha preferida. Parece que ela vai apitar o campeonato Baiano 2008. Fui no site dela e descobri que dá para contratá-la. Isso mesmo: autógrafos, palestras e, é claro, para apitar. Vá em www.anapaulaoliveira.com.br
(Link "Contrate a Ana".)
Na pauta da palestra, só faltou um item: como eliminar o Botafogo...

Lavando a Kombi


Jorge Vasconcelos era o técnico do CRB. Cocorote era um dos goleiros do clube da pajuçara. Era dia de treino no estádio Severiano Gomes Filho. O técnico Jorge Vasconcelos, como sempre, chegou cedo e logo já estava no campo para começar os treinamentos da semana. O goleiro Cocorote chegou atrasado. Trocou de roupa e entrou em campo. Foi ai que aconteceu o seguinte dialogo:

Jorge Vasconcelos: Cocorote você está dispensado do treino. Chegou atrasado e os atrasados não treinam no meu time. Como castigo você lavar a minha Kombi.

Cocorote: Seu Jorge, fui contratado para jogar futebol. Não sou lavador de carro. Arranje outro para fazer o serviço.

Cocorote voltou para o vestiário, trocou de roupa e foi embora. A diretoria do CRB multou o goleiro porque chegou atrasado.

Museu dos Esportes

Piada de futebol

Para relaxar a quarta-feira, uma piada com animação...

http://www.artesorrindo.com/ap/futebol.htm

Apelando para o presidente

Já dizia o Nenem Prancha: pênalti é uma coisa tão importante que deveria ser batido pelo presidente do clube. Outra coisa: o título mais importante do Corinthians não é o mundial nem o brasileiro. É o paulistão de 77, com o antológico gol de Basílio...

"Vamos resolver problemas do Corinthians", brinca Lula

Uma comitiva do Corinthians entregou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva duas camisas estilizadas e uma medalha, em homenagem aos campeões paulistas de 1977. Bem-humorado, o presidente brincou com a situação atual do clube ao final do encontro: "agora, vamos resolver os problemas do Corinthians."
O presidente recebeu uma camisa preta com ilustrações dos jogadores que formaram a equipe homenageada e outra branca, estilizada com o nome de Lula.Entre os presentes estavam o presidente eleito André Sanchez, a dirigente Marlene Matheus, o vice de futebol Antoine Gebran, além do ex-jogador Basílio, que marcou o gol do título na ocasião.Durante o encontro, Lula perguntou ao ídolo corintiano o que ele está fazendo da vida e questionou Sanchez sobre o montante recebido pelo clube do patrocinador.Antes de conquistar o Campeonato Paulista de 1977, o Corinthians ficou 23 anos na fila, sem nenhum título de grande importância.

Terra

Mandando ainda mais


Se o Romário enquanto jogador já mandava no Vasco, imagine agora como técnico! Levantei algumas dúvidas quanto a nova fase do baixinho:
1. Vai ter treino todo o dia mesmo?
2. De manhã?
3. Ele continuará jogando?
4. Ele vai colocar ele mesmo no banco como jogador?
5. Quem ele vai escolher para bater os pênaltis?

Boa sorte, peixe!
Isso me lembrou o Mauro Ovelha, que no fim de carreira jogava, treinava e era diretor do Atletico de Ibirama, além de bater os pênaltis...


Bomba! Craque da Seleção Brasileira assume comando do Vasco

A decisão de demitir o técnico Celso Roth não foi a única novidade da diretoria do Vasco da Gama, nesta segunda-feira. De forma surpreendente, o clube anunciou Romário (foto) como novo comandante para o duelo diante do América-MEX, quarta-feira, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

O baixinho, que comandou a conquista do Tetracampeonato Brasileiro na Copa do Mundo de 1994, ficará neste primeiro momento como interino. Mas poderá seguir à frente do clube carioca na seqüência do Campeonato Brasileiro da Série A.

Em 1996, a cúpula de Eurico Miranda, atual presidente do Bacalhau, também tomou uma atitude idêntica. Colocou Renato Gaúcho como técnico do time e, hoje, já é um dos principais treinadores brasileiros.

Futebol Interior

Bairrismo da crônica

Impressionante como a grande mídia esportiva foca o eixo Rio-SP. Se um time do sul é campeão mundial, o destaque no programa é o coletivo do Corinthians. Selecionáveis? Se não forem gringos têm que jogar em SP. Hoje o Figueirense ganhou do Santos pelo Brasileirão. Até aí normal, ambos brigando por uma vaga na Libertadores. E qual foi o título da matéria do Terra?

Leia a matéria completa da vitória catarinense, ou melhor, da derrota paulista. :)

Tevez na várzea

Levava carrinho no pescoço na várzea, diz Tevez

Marcado bem de perto pelos adversários nos gramados ingleses, o atacante Carlos Tevez, do Manchester United, resolveu mandar um recado. O argentino, que cresceu no subúrbio de Buenos Aires, disse que não se sente intimidado e relembrou os tempos que jogava na várzea.
"A pressão de verdade é no futebol da várzea, onde tudo é permitido e ninguém te protege. Você tem que enfrentar jogadores mais velhos e mais fortes", disse. "O carrinho mais fraco era na altura do pescoço, mas você era obrigado a aceitar", completou.
Tevez cresceu no Forte Apache, bairro barra pesada da capital argentina, onde teve uma infância difícil. De família muito simples, passou até fome em meio a seus quatro irmãos menores.
"Na várzea você aprende a fazer um pouco de tudo. Ataca, defende, marca joga e convive com jogada duras. Disputávamos jogos que valiam sanduíches e refrigerante. E era terrível", lembrou Tevez.

Culpa dos mortos-vivos

Tribunal aponta armação e anula goleada por 10 a 0

O Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Baiana de Futebol (FBF) anulou a partida em que o Guanambi goleou o Leônico por 10 a 0 e garantiu vaga na final do Estadual da segunda divisão.

O jogo, realizado no dia 23 de setembro, em Guanambi, terminou com o resultado que interessava ao time da casa. No mesmo dia, o Galícia derrotou o Independente de Feira de Santana por 3 a 1.

Com este resultado, o Guanambi somente disputaria a final da competição se derrotasse o Leônico por dez ou mais gols de diferença. Até os 32min do segundo tempo, o Guanambi vencia o seu adversário por 5 a 0.

Os dirigentes do Galícia, após o resultado, ingressaram com uma ação na FBF pedindo a impugnação do jogo, sob a alegação de "favorecimento" ao Guanambi.

Em seu depoimento aos auditores da FBF responsáveis pelo julgamento, o goleiro Alexandre, do Leônico, disse que na noite anterior ao jogo trabalhou como segurança em um cemitério e não teve tempo para dormir.

Agora, a FBF terá de marcar outra partida entre Guanambi e Leônico. O outro finalista do campeonato é o Independente, de Feira de Santana.

Terra

Esse Avaí faz coisa!

O título desse post é uma máxima do cronista Miguel Livramento, usado em qualquer situação atípica que acontece com o Avaí. Ganhou fora com 2 expulsos? _ Esse Avaí faz coisa! Perdeu em casa pro lanterna ? _ Esse Avaí faz coisa.
A última realmente foi dessas. O goleiro reserva Diego foi a uma festa em Biguaçu, tomou todas e acabou colocando uma camisa do Figueirense. Foi fotografado por um integrante de uma torcida organizada. Pronto, polêmica na TV e dispensa pela diretoria
Enquanto caminha a passos largos para a série C, esse Avaí continua fazendo coisa!

Nem tão bem, amigos

Desconfio que muita gente fica em casa torcendo para que o principal (amado e odiado) narrador esportivo da televisão brasileira dê ou seja vítima de alguma mancada ao vivo, como a que ocorreu ontem. A transmissão do programa Bem Amigos, no Sportv, começou antes da hora e pegou Galvão Bueno, sem saber que estava no ar, botando "ordem na casa". Eu estava assistindo e entre um silêncio e outro, ouvi o Galvão lembrar aos participantes que faltavam dez segundos para entrar a abertura. Mas já era tarde: o programa já estava no ar. E do ao vivo para o YouTube foi um clique (via Rosana Hermann, no Querido Leitor).

E durante o programa, ele fez uma sutil referência à gafe e justificou a lambança na abertura com o fato do programa de ontem ter sido transmitido expecionalmente de um estúdio montado no Maracanã. Aliás, teve até transmissão das imagens do Sportv nos telões instalados no estádio por ocasão dos jogos Pan-Americanos, em substituição ao antigo placar eletrônico.

Coluna Extra

Peladeiras

Time feminino: nuas e sem patrocínio
Meninas do AD Torrejón, da Espanha, ganham cerca de R$ 400 por mês

Apesar de terem posado nuas para uma revista masculina para conseguir patrocínio, as jogadoras do AD Torrejón, da Espanha, continuam treinando sem apoio nenhum. As 19 meninas da equipe reclamam que, apesar de toda a mídia que a iniciativa delas trouxe, nada aconteceu de concreto. Mas, mesmo assim, elas mantêm a esperança.

- Acredito que alguém vai nos oferecer algum patrocínio, pelo que fizemos, creio que servirá de alguma coisa – diz a atacante Érika, que recebe um salário de € 150 (cerca de R$ 400) para defender o Torrejón. Devido ao baixo soldo no futebol, ela completa a renda trabalhando como camareira em um hotel. As informações são do jornal espanhol "El Pais".

Globo Esporte

Faltou a Ana Paula anulando o lance

Cabelito

Equatoriano enfrentará Brasil com corte especial

O atacante Cristian Benítez, do Equador, mostrou nesta segunda-feira durante treino no Engenhão que o futebol está na sua cabeça o tempo inteiro. Com o número da camisa estampado na nunca, o jogador se prepara para enfrentar o Brasil nesta quarta-feira, pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Atualmente no Santos Laguna, que disputa o Campeonato Mexicano, o atacante é uma das esperanças de gol dos equatorianos, ao lado do experiente Carlos Tenório.

Assim como Tenório, Benítez representou a seleção nacional na última Copa do Mundo, realizada na Alemanha, em 2006. O Equador busca a terceira participação seguida em Mundiais.

Terra

Faltam só 197

Será que na contagem do Bocão valem gols em amistosos tipo Olinda x Amigos do Luisinho?

É o amor! Artilheiro da alegria dedica gol 800º à sua mulher

Campina Grande, PB, 14 (AFI) – O atacante da alegria, Túlio Maravilha, foi o grande nome da primeira rodada do Octogonal Final do Campeonato Brasileiro da Série C, que será finalizada neste domingo, com a partida entre Bahia e Crac-GO, em Salvador.

O jogador, que estava a um tento do gol 800, foi além e balançou a rede do Nacional-PB quatro vezes, na goleada do Vila Nova-GO, de virada, por 5 a 1, fora de casa, na noite o último sábado. Como não podia faltar, o fanfarrão soltou o verbo após o 800º gol – que agora já são 803.

“Cristiane, esse gol é para você. Te amo”, dedicou Túlio à sua mulher, que está grávida de gêmeos e acompanhou a partida de Goiânia.

Com a vitória, o Vila ficou na vice-liderança da fase final, atrás apenas do rival Atlético-GO, que goleou, em casa, o Barras-PI, por 6 a 0. O próximo confronto do time do técnico Artur Neto será nesta quinta-feira, às 20h30, em Goiânia, contra o Bahia.

Futebol Interior

Técnicos ídolos

Parreira pra mim sempre foi retranqueiro, mas o defendo dos ataques da imprensa porque ele sabe dar entrevistas. Dá cada fora em jornalista que me enche de orgulho. Foi mais ou menos assim na Copa 94, quando a imprensa pressionava na coletiva pra saber quem sairia jogando, Branco ou Leonardo:

_ Parreira, quem começa ou jogo?

_ Já tenho definido, o importante é que temos uma boa e uma ótima opção...

_ E qual é a ótima?

(Parreira faz suspense e toma um gole de Coca-cola, fazendo o merchandising)

_ Amanhã vocês vão saber...

_ Por que então dar a coletiva?

_ Foram vocês que pediram, porra... (sem demonstrar o mínimo desconforto )

No fim das contas Parreira escalou Branco que fez o gol decisivo.


Com Dunga parece que vai ser o mesmo. Ele deve ter ouvido o sugerimento de Parreira pra dar nos dedos dos chatos da Casseta e Planeta...


Dunga leva a melhor em duelo com Casseta
Treinador encerra papo cheio de trocadilhos 'duvidando da masculinidade' de humorista


A fase zen de Dunga à frente da seleção brasileira segue irretocável. O treinador não bateu de frente com nenhum jornalista durante período de treinamentos da Granja Comary e ainda mostrou jogo de cintura para lidar com a turma do Casseta e Planeta.
Um representante do grupo humorístico esteve na Granja Comary e fez perguntas ao treinador durante a entrevista coletiva desta sexta. Dunga soube se esquivar de todos os trocadilhos maldosos e ainda saiu "vitorioso" do embate, ao arrancar risos com a sua última frase:
- Quem tem dúvida é você, que não sabe de que lado fica... - disse Dunga antes de encerrar a coletiva (assista ao desempenho bem-humorado de Dunga na matéria da Globo.com).

Miguelão

Enganou bem! Encenação fajuta custa punição a Dida

Não custou caro, mas também não passou batida a encenação do goleiro brasileiro Dida, do Milan, no confronto diante do Celtic, na Escócia, em 3 de outubro. Após julgamento do Comitê Disciplinar da Uefa, nesta quinta-feira, na sede da entidade, em Nyon, Suíça, o jogador foi punido por dois jogos de suspensão.No episódio, Dida fingiu ter sido agredido por um torcedor que invadiu o gramado e apenas encostou no rosto do brasileiro. O leve toque foi o bastante para o goleiro desabar no chão, sair de maca do gramado e ser substituído.
As câmeras de televisão flagraram a encenação e o mundo inteiro criticou Dida pelo ocorrido. Com a punição, ele ficará de fora das partidas diante do Shaktar, dia 24 de outubro, em Milão, e dia 6 de novembro, contra o mesmo Shaktar, dessa vez na Ucrânia. Por causa do incidente, o Celtic também foi punido. O clube escocês terá uma multa de 60 mil francos suíços (pouco mais de R$ 100 mil) por ser culpado de "falta de organização e conduta imprópria dos seus torcedores".

Futebol Interior

Geração Coca-Cola?

Bandeira do Legião FC: sucesso em dois anos como profissional

Nos intervalos dos jogos, "Tempo Perdido" e outros hits que marcaram uma geração. Na arquibancada, torcedores e fãs de uma das maiores bandas de rock da história do país. Como presidente de honra, o filho de Renato Russo. Só isso já seria capaz de fazer o Legião Futebol Clube um candidato a hit. Mas os resultados em campo já começam a fazer o clube ganhar respeito.No ano passado, o primeiro como profissional, o Legião conquistou a terceira divisão do Distrito Federal. Agora, o time comemora o acesso para a elite local com uma campanha invejável: em sete jogos, sete vitórias, 20 gols marcados e apenas um sofrido. E sonha alto: quer disputar à Série C do Brasileiro em 2008 e traçou um plano para chegar ao Mundial da Fifa em 2014. Será só imaginação?

Jogo do Legião: acesso garantido à elite
- Quando comecei com o time, não imaginava que ele chegaria a tanto. Então porque não sonhar mais alto? Essa meta do Mundial da Fifa é para mostrar que o nosso clube é levado a sério. E a gente não pode esquecer que o Flamengo também já teve só um ano de idade - diz Ítalo Nardelli, presidente e um dos fundadores do clube.A história do Legião começou quando um amigo de Ítalo tinha um filho em uma escolinha de futebol, no início da década. Ele estava insatisfeito com a forma como o garoto era tratado pelo treinador e surgiu a idéia de criar um projeto social: o Legião de Craques. O nome era homenagem à banda, que Ítalo conheceu de perto nos anos 80.- Estudei na UnB. Tinha amigos que conheciam o Dado Villa-Lobos (guitarrista da banda) - diz.

Torcida do Legião: músicas no intervalo
Ítalo conhecia a família de Renato Russo e pediu a Carminha, mãe do cantor, para usar o nome da banda. Ela aceitou e virou quase uma madrinha do time. Giuliano, filho de Renato, ganhou o título de presidente-de-honra. Virou lei ter algumas músicas da Legião nos intervalos dos jogos. E o time começou a ganhar torcedores.- Brasília tem uma população parecida com a de Belo Horizonte, mas não tem times fortes como os de lá. Existe um mercado que pode ser explorado. E as pessoas daqui não se identificam com nenhuma equipe. O Brasiliense é forte, mas tem rejeição por causa do Luiz Estevão. Existe uma geração em busca de um time na cidade. E, na falta de futebol, a referência é a Legião Urbana - diz Gustavo Leão, diretor de marketing do clube.

Globo Esporte

Grandes folclóricos: Higuita



ACHEI! Higuita lamenta falta de um sucessor

Na Venezuela, goleiro colombiano afirma que negócio acabou com o futebol-espetáculo

O colombiano René Higuita é o tipo de goleiro que até pode causar calafrio nos torcedores do time pelo qual ele atua, mas diverte todos os outros. Hoje jogando pelo Guaros de Lara, quarto colocado do Campeonato Venezuelano, ele garante que mantém o seu estilo ousado e acrobático, que rendeu momentos antológicos, como o "escorpião" no amistoso da seleção do seu país contra a Inglaterra em Wembley, em 1995 (assista ao vídeo ao lado).

Mas já não resta muito tempo de carreira ao goleiro, que está com 41 anos. E ele lamenta não ter para quem passar o bastão.

- Não tenho visto outro goleiro que faça o mesmo que eu. O negócio tirou um pouco do espetáculo do futebol, é uma pena - afirma Higuita, em entrevista por telefone ao GLOBOESPORTE.COM.

O goleiro garante que até hoje, em todos os estádios aonde vai, ouve pedidos para que repita o escorpião. E responde que é apenas uma questão de tempo.

- Nunca mais repeti aquela jogada, mas continuo treinando. Quando a oportunidade aparecer, vou fazer o escorpião. E ela vai aparecer, pode apostar.

Agência
"Nunca mais repeti aquela jogada, mas continuo treinando. Quando a oportunidade aparecer, vou fazer o escorpião. E ela vai aparecer, pode apostar"
René Higuita


Higuita diz que queria atrair a torcida aos estádios quando começou com o seu futebol-espetáculo. O difícil era usar esse argumento com os atacantes adversários, que vez ou outra passavam pela humilhação de serem driblados por um goleiro.

Por isso, os insultos não eram raros no início da carreira. Mas até mesmo os adversários se acostumaram ao estilo fanfarrão.

- Eles perceberam que era a minha maneira de atuar, que não era palhaçada. Eu fazia as jogadas ganhando por 4 a 0, empatando em 0 a 0 ou mesmo perdendo.


Elogios a Ceni e Taffarel

Ao falar do Brasil, adversário da Colômbia no próximo domingo pelas eliminatórias, Higuita demonstra uma admiração genuína. Conta que até hoje fica impressionado com o poder de decisão da seleção pentacampeã, que "mantém a sua filosofia ofensiva e está sempre chegando à final e ganhando".

Ao ser perguntado sobre Rogério Ceni, o colombiano diz que o conhece e pergunta se ele já o ultrapassou na disputa pela artilharia entre os goleiros de todos os tempos.

- Se já me ultrapassou, dou meus parabéns. Ele está no melhor futebol do mundo e tem que aproveitar isso - afirma o goleiro, que marcou 41 gols na carreira, contra 76 do são-paulino.

Mas a admiração maior é por Taffarel, que, assim como Higuita, teve seu auge no início da década de 90. Ele acha que o tetracampeão foi o responsável por uma nova geração de bons goleiros no Brasil.

E Roger Milla?

O goleiro bem que gostaria, mas não vai ficar para sempre marcado apenas pela plástica jogada do escorpião. Lado a lado com a acrobacia em Wembley, está a falha na Copa do Mundo de 1990. Higuita perdeu a bola ao tentar driblar Roger Milla, que classificou Camarões para as quartas-de-final (assista ao vídeo ao final da matéria).

Agência
O goleiro Higuita em sua versão mais conhecida, antes da cirurgia plástica

Ele afirma que não se arrepende do drible. Aliás, não se arrepende de coisa alguma.

- Com o passar do tempo, aprendi a ter responsabilidade, a ver quem estava do meu lado e quem não estava, a perceber o que se pode fazer e o que não se pode. O fato de arriscar me levou a momentos bons e a fracassos. Errei e acertei. Agora apenas trato de cometer o menor número possível de erros.

As ousadias de Higuita também estão presentes na vida pessoal. Em 2005, ele participou do reality show "Cambio Extremo" e passou por uma cirurgia plástica - radical, como se pode ver pelas fotos desta matéria.

- Muita coisa mudou depois que fiz o programa, seja como pessoa, marido ou amigo. A mudança não foi apenas física, mas espiritual também - conta, sem entrar em detalhes. - Aí eu teria de estender a entrevista por 30 minutos.

Divulgação
Guaros está em quarto lugar na Venezuela

Guaros, segundo ano de vida

Higuita defende hoje um time que mal completou dois anos de fundação e faz sua estréia na elite venezuelana. O Guaros foi fundado em 2006 e conseguiu a promoção ao terminar a Segundona da temporada passada na vice-liderança. Atualmente, está na quarta colocação.

O time da cidade de Barquisimeto (no estado de Lara) representou a volta de Higuita ao futebol após dois anos e meio parado. No fim de 2004, ele foi suspenso depois que um exame antidoping deu positivo para cocaína quando atuava pelo Aucas, do Equador.

Globo Esporte

Diego Armando de novo (evento n. 3459)

Maradona é detido em Buenos Aires
Ex-jogador está sendo acusado de ter atropelado e ferido duas pessoas no ano passado

Colecionador de confusões, o craque Diego Armando Maradona, foi detido neste domingo no Aeroporto de Buenos Aires por causa de uma investigação sobre um acidente automobilístico no qual se envolveu no ano passado. O argentino, que é acusado de ter atropelado e ferido duas pessoas no início de 2006, foi informado sobre sua situação e posteriormente acabou liberado. O ex-jogador, segundo fontes do aeroporto, retornava ao país procedente da Itália.

Sobre Maradona pesa uma ordem de captura emitida no dia 31 de agosto pelo juiz Gonzalo Rúa, que declarou o craque argentino "à revelia" após ele faltar a cinco convocações que foram enviadas para o início do julgamento oral e público.

O episódio aconteceu em fevereiro de 2006, quando Maradona bateu o seu carro em uma cabine telefônica, cujos estilhaços de vidro feriram um jovem casal que estava no local.

Maradona é acusado de causar "lesões leves", e os jovens também o acusam de ter ido embora sem prestar socorro nem entregar suas informações ou as do veículo.

Os advogados de defesa do craque argentino pediram a suspensão do julgamento, mas o pedido não seguiu em frente.

O promotor Gustavo Galante pediu em novembro que Maradona fosse condenado a pagar uma multa de US$ 635.

Globo Esporte

Veron no interior paulista

Piada! Clube do interior promete contratar volante Verón

O presidente do Grupo Panamby, Chris Almeida, que administra o Comercial prometeu a torcida uma “contratação de peso” para a temporada de 2008, quando o clube disputará o Campeonato Paulista da A-2. O alvo do dirigente é o volante da seleção argentina e do Estudiantes de La Plata, Juan Sebastian Verón (foto).

La Brujita, como é conhecido na Argentina, começou sua carreira no próprio Estudiantes. Depois ele teve passagens por Boca Júniors-ARG, Sampdoria-ITA, Parma-ITA, Lazio-ITA, Manchester United-ING, Chelsea-ING e Inter de Milão-ITA. O volante também disputou as Copas do Mundo de 1998 e 2002 com a Argentina.
Esta não é a primeira pérola do cartola. Nas últimas semanas ele declarou, também, que pretende trazer jogadores como o atacante Edílson, do Vitória, e o meia Rivaldo (foto), do AEK-GRE. Ambos são ex-Palmeiras e Corinthians já tiveram passagens pela Seleção Brasileira.

Enquanto as estrelas não aparecem, o Bafo vive uma das piores crises de sua história. No momento, o clube disputa a Copa Renegados, onde é somente o sexto colocado, com apenas dez pontos, em dez jogos. O time não sabe o que é vencer há quatro rodadas.

Além disso, o Alvinegro sustenta uma divida imensa fora dos gramados, por conta da má gestão do presidente Santino de Oliveira. Tanto que por estar devendo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) cerca de R$ 6,7 mil, a sede do clube não tem energia elétrica há mais de três semanas.

Futebol Interior

Torcidas de verdade


As torcidas de Fla e Flu que dão show

Legião Tricolor e Fla-Manguaça ganham adeptos e a confiança até da Polícia Militar

“O povo não costuma dizer que vai brincar carnaval? Nós brincamos Maracanã, como se todo jogo fosse carnaval”. A frase é de Leonardo Bagno, 29 anos, um dos maiores ativistas da Legião Tricolor - movimento idealizado por Mário Vitor, descendente legítimo do clã dos Rodrigues, dos ilustres Mário Filho (jornalista que empresta o nome ao Maracanã e criador da nome Fla-Flu) e Nelson Rodrigues, gênio da dramaturgia brasileira - e que vem modificando a maneira de torcer dos cariocas.

“O povo não costuma dizer que vai brincar carnaval? Nós brincamos Maracanã, como se todo jogo fosse carnaval.” (Leonardo Bagno, tricolor)

A Legião é contemporânea de outras torcidas (ou grupo de torcedores, como preferem ser chamados) dos outros grandes clubes do Rio, como a "Guerreiros do Almirante", a "Loucos pelo Botafogo" e a "Fla-Manguaça", que não picham muros, não quebram as sedes de seus clubes e não acham que o torcedor adversário é um inimigo. A Legião Tricolor também não tem presidente, diretor e nem uniforme, como as outras torcidas organizadas, a maioria surgida no início dos anos 70 e que, atualmente, desvirtuaram seu objetivo real, que era apenas torcer pelo clube de coração.
- Nós vamos ao Maracanã para fazer festa e incentivar nosso time. Não temos absolutamente nada contra as outras torcidas, queremos é que todas cantem juntas e ajudem o time. Nosso lema é cantar os noventa minutos, sem parar, e nossa camisa é a camisa do Fluminense – explica Leonardo.

Festas no Fla-Flu e contra o São Paulo

A Legião cresce a cada jogo e, com isso, há uma profusão de músicas novas, a maioria sem ofensas e xingamentos, o que atrai – e fideliza - cada vez mais tricolores que só querem torcer, e mulheres, muitas mulheres, bonitas, que com a onda de violência vinham deixando de freqüentar os estádios. Horto Mágico (“vamos Fluzão, vamos ganhar, eu sou do time tantas vezes campeão...”), a versão tricolor de "Yellow submarine", dos Beatles (“Flu-mi-nense, olê olê olê...”), e Fluminense Eterno Amor (... é por isso que eu canto, que eu visto este manto, orgulho de ser tricolor, ô ô...”) são algumas das muitas músicas que já tomam conta da arquibancada e que devem fazer frente às canções rubro-negras neste grande Fla-Flu de domingo.
- Contra o Botafogo, fizemos uma festa monumental, com 1.600 bobinas de papel, como nos anos 80, além de 1.000 da Young Flu. No Fla-Flu, só nós levaremos 1.800, fora a Young. Mas a festa maior ainda será contra o São Paulo. Já temos 1.600 bandeiras tricolores confeccionadas para distribuirmos nas arquibancadas. Mas não faremos como agora, quando recolhemos após os jogos. Será um brinde dado à torcida mais linda do mundo. Para isso, contaremos com a ajuda financeira da Sampa Flu, um grupo de tricolores que mora em São Paulo e que teve prazer em colaborar conosco – revela Leonardo.

Sem brigas, apenas Fla e Manguaça na cabeça


Divulgação
Torcida Flamanguaça - Flamengo
Na partida da última quinta-feira, contra o São Paulo, os rubro-negros deram um show na arquibancada do Maracanã. Diferentemente de algumas organizadas que só querem saber de brigas e confusão, outras caminham para o lado inverso de tumultos e pancadaria. Esse é o caso da Fla-Manguaça.
A Fla-Manguaça nasceu em 1995, num condomínio em São Conrado, bairro nobre da Zona Sul do Rio. Amigos se encontravam para confraternização antes de seguirem para os jogos no Maracanã. Além da paixão pelo Flamengo, eles também gostavam de tomar uma cervejinha, por isso o nome Manguaça.

"Não tem essa de brigar. Vamos para torcer pelo Flamengo. A idéia é incentivar o nosso time." (Henrique Almeida, rubro-negro)

A partir daí, a idéia da Fla-Manguaça foi ganhando força e hoje em dia já conta com 200 colaboradores e mais de 600 adeptos. Na arquibancada, nada de brigas, apenas muita festa e canções satirizando os rivais e brincando com as mais variadas bebidas. O diretor executivo da Fla-Manguaça, Henrique Almeida, conhecido como Snoopy, explicou o objetivo da torcida.
- Não tem essa de brigar. Vamos para torcer pelo Flamengo. A idéia é incentivar o nosso time - diz Henrique.
A Fla-Manguaça ocupa o setor amarelo do Maracanã, e uma das canções da torcida, a mais emblemática e bem-humorada, é a seguinte:
"O Vasco só sabe vomitar, o Fluminense uma cerveja não agüentou... A Botachope toda pequenininha, toma uma cerva e não agüenta caipirinha." (Fla-Manguaça)

Polícia Militar parabeniza as novas torcidas
As novas torcidas cariocas, diferentemente das antigas, contam com apoio total e irrestrito da Polícia Militar, além da simpatia das autoridades. Para o major Marcelo Pessoa, comandante do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento no Estádios), a nova forma de torcer destes grupos fará o futebol do Rio voltar a ser o que era há muitos anos.
- Estas torcidas são belíssimas e têm todo o nosso apoio. É bonito vê-las fazendo o que todo mundo deveria fazer, que é ir para os estádios curtir o futebol como um lazer. Infelizmente, as torcidas organizadas tradicionais têm bandidos infiltrados entre seus integrantes, que vão aos estádios para roubar, brigar e até matar. Nestas novas, que estão crescendo e acho que crescerão ainda mais, este tipo de gente não tem muito lugar, pela própria forma de organização delas. Em nome da Polícia Militar, dou os parabéns e votos de longa vida a todas – elogia o major

Presidente metido

Já dizia Nenem Prancha: Penalti é uma coisa tão importante que deveria ser cobrado pelo presidente do clube...

Morales disputa jogo-treino com seleção boliviana

O presidente da Bolívia, Evo Morales, participou nesta quinta-feira de um jogo-treino da seleção de seu país, que se prepara para as Eliminatórias Sul-Americanas. Além de jogar futebol, ele apostou na classificação da equipe para o Mundial de 2010.

O time do político perdeu a atividade por 5 a 2 para os atletas da seleção, no Estádio Hernando Siles, em La Paz, mas ele balançou a rede duas vezes. Ao seu lado, atuaram autoridades e jogadores como Milton Melgar, ex-River Plate e Boca Juniors.

"Essa seleção vai nacionalizar o orgulho boliviano, tenho certeza que vai nos representar dignamente. Vamos nos classificar, estou muito confiante. O governo estará sempre ao lado da seleção para incentivá-la permanentemente", disse Morales.

A Bolívia estréia nas eliminatórias no próximo dia 13, contra o Uruguai, em Montevidéu. Quatro dias mais tarde, a equipe verde joga seu primeiro compromisso em casa, contra a Colômbia, no próprio Estádio Hernando Siles.

Morales, que mandou instalar "uma centena de antenas repetidoras em toda a Bolívia", informou que o povo poderá acompanhar todas as partidas do time na luta para chegar à Copa do Mundo. As partidas serão transmitidas pelo canal estatal.

"Queremos que nosso povo desfrute do esporte, que é integração, unidade, educação e saúde. Nossa obrigação é dar força e pedir ao povo que apóie maciçamente a seleção quando ela jogar aqui, em La Paz", acrescentou o presidente.

O jogo-treino disputado nesta quinta faz parte da campanha liderada por Morales para acabar com qualquer resistência a jogos disputados na altitude. A próxima partida com esse objetivo terá a participação do meia italiano Francesco Totti, da Roma.

Terra

Imagens de Placar

Quando era garoto juntava minha mesada para comprar a revista Placar. Lia tudo, escalações, resultados do campeonato Baiano, etc. Recortava os escudinhos para colar nos meus times de botão. Uma das minhas seções prediletas era a Imagens de Placar. Uma foto sempre pitoresca, com um título sugestivo. Hoje, na versão web, ainda há as fotos, porém sem descrições. A imagem que colei abaixo poderia ser apelidada na época como Cara no Couro.

Cara no Couro

Tropa de elite



"Tropa de Elite" vira sátira de crise botafoguense


A crise do Botafogo chegou à Internet. De carona no maior sucesso atual do cinema nacional, o fenômeno Tropa de Elite, que retrata uma visão do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), um vídeo com cenas do filme foi editado para retratar o atual momento de desgraça do time alvinegro

Apesar da qualidade da dublagem ser amadora, a sátira Tropa de Sofredores já caiu nas graças dos internautas de outras torcidas, que aproveitam para ironizar a crise.

Com cenas dubladas se alternando com os diálogos do próprio filme, a paródia começa dizendo que existiam quatro grandes clubes na cidade, mas que agora são apenas três. Em uma das seqüências do vídeo, há uma discussão bastante irônica entre estudantes sobre as chances de o Botafogo obter a classificação para a Copa Libertadores.

As muitas gozações não param por aí e até um "alvinegro" vestido com a roupa de treinamento do Bope "desiste" de ser torcedor do clube da estrela solitária.

A trilha sonora do vídeo também é baseada na do filme. Na abertura, além de uma imagem com símbolo do Bope com o escudo do time alvinegro invertido, fotos dos fracassos botafoguenses deste ano, como a perda do Estadual para o Flamengo, a eliminação na Copa do Brasil pelo Figueirense e a goleada de virada para o River Plate, pela Copa Sul-Americana, são mostradas.

No fim do vídeo, até um coro entoado pelas torcidas rivais ironizando a música Ninguém cala esse amor é apresentado, para encerrar o Tropa de Sofredores.

Terra